Produtividade: entenda a importância de uma vida equilibrada

[Rodrigo]-MAI-Banner-A-1

Há muitos conceitos errados sobre produtividade sendo disseminados na internet, seja em artigos, cursos ou palestras. 

Vivemos em uma sociedade na qual boa parte das pessoas ainda acredita que ser produtivo se trata de fazer mais coisas em menos tempo, mas será mesmo? Como mentor e estudioso sobre o tema há mais de uma década, invisto boa parte do meu tempo a pensar e criar metodologias visando a construção de uma rotina mais produtiva e equilibrada não apenas para mim, mas para meus mentorados no mundo inteiro.

E posso te dizer que a minha visão é bem diferente do que várias pessoas estão falando por aí. Se quiser descobrir como eu ensino meus mentorados a serem mais produtivos, vem comigo. 

Convido você a pegar uma água, um café ou um chá, tirar os sapatos, e continuar a leitura!

O que é produtividade?

Produtividade não é sobre fazer mais coisas em menos tempo, e sim ter menos coisas para fazer. A princípio, isso pode parecer meio contraditório, mas pode deixar que explico qual é a lógica nesse conceito.

Vivemos em um mundo sobrecarregado de informação, estamos o tempo todo sendo atravessados por conteúdos e mensagens de todos os tipos. Neste contexto, sempre teremos mais tarefas para fazer do que “damos conta”. Você se identifica?

Um ótimo exemplo é da pessoa que adora ler. Se você é dessas, com certeza vai se identificar com o fato de que sempre compra mais livros do que consegue ler, acertei? O mesmo vale para quem compra mais cursos do que consegue fazer. 

Esse comportamento acaba gerando a sensação de que você nunca consegue cumprir toda a sua lista de tarefas, não é mesmo?

Bom, para mudar isso e exercitar a produtividade você precisa priorizar. Não compre dez livros, foque em apenas um, aquele que vai ser a sua próxima leitura.

É nesse processo de tomada de decisão que precisamos ser mais seletivos para não cair na armadilha de tentar concentrar energia em tudo ao mesmo tempo e acabar não fazendo nada direito.

“Rodrigo, e como fazer essa priorização?”, você pode estar se perguntando..

A resposta é simples e está no Método que chamei de One Page, ou seja, todos os seus planos, do dia, da semana, do mês e até de vida, em apenas 1 página.. Eu, por exemplo, quero fazer várias mentorias, no entanto, sei que não adianta me inscrever em tudo ao mesmo tempo porque não vou dar conta.

O que me guia nesse processo é olhar para o meu planejamento e, a partir da definição das áreas prioritárias da minha vida, tomar uma decisão alinhada àquilo que é o foco principal nesse momento. Pegou?

No meu caso, por exemplo, nos últimos meses o foco principal tem sido a área de saúde, então levo isso em consideração em todas as minhas escolhas.

As diferenças entre produção e produtividade

Nem todo mundo sabe, mas o conceito de produtividade atrelado à ideia de fazer mais coisas em menos tempo vem da Revolução Industrial. Com a automatização das máquinas a todo vapor, ou seja, trabalhando por nós, automaticamente levamos essa concepção empresarial para o nosso dia a dia.

No entanto, pense comigo: eu, Rodrigo, assim como você, leitor, sou um ser humano. Adotar esse conceito de produção é fugir da nossa humanidade, é perder a nossa essência. Não temos um desempenho como o das máquinas. Precisamos ter menos tarefas para realizar a fim de conseguir concentrar esforços no que realmente importa. Sabe aquela história do 20% de esforço que gera 80% do resultado? É mais ou menos por aí.

Mas preste atenção: esse não é o tipo de coisa que você aprende em um curso ou palestra, é uma mudança de mentalidade. Somos criados para sempre produzir mais e mais, como máquinas, e acreditamos que isso seja produtividade. Mas não é!

Qual é a importância da produtividade?

A produtividade tem uma relação direta com a nossa saúde e o tempo de descanso, além de garantir energia para realizar as tarefas diárias. Quando acreditamos na ideia de que ser produtivo é sinônimo de produzir cada vez mais, perdemos tudo isso.

Priorizar é tão importante porque ajuda na construção da sua liberdade e impede que você se sinta cada vez mais preso ao sentimento de que não dá conta de fazer o que precisa ser feito.

Para mim, a produtividade contribui para a construção de uma rotina e de uma vida em que tudo faz sentido. Nesse contexto, não preciso tirar um ano sabático para me conectar com a minha espiritualidade ou me desestressar. Isso porque, ao conseguir ser produtivo em todas as áreas da minha vida, consigo viver com muito mais equilíbrio, em um cenário em que sou capaz de priorizar, selecionar e ter tempo de sobra para as minhas esferas prioritárias.

Por que ser produtivo?

Acredito que todos nós estamos no mundo para progredir. Cada um tem um papel e vai deixar uma marca aqui.

E, diante disso, a produtividade tem um papel fundamental, pois permite que as pessoas exercitem o seu propósito com o máximo de energia possível. Por outro lado, quem está sempre tentando fazer mais coisas em menos tempo, dificilmente conseguirá colocar foco e energia no seu propósito, percebe?

Além disso, a produtividade é fundamental para construir uma vida mais equilibrada, em que é possível dar espaço para cada uma das áreas prioritárias sem sofrimento e o sentimento de sobrecarga. E isso é muito importante para a saúde como um todo.

O que é produtividade no trabalho?

A produtividade no trabalho segue o mesmo conceito: é sempre sobre ter menos coisas para fazer. 

Eu, por exemplo, tenho dois trabalhos e preciso garantir um bom rendimento em ambos. Além de trabalhar full time como engenheiro aqui nos Estados Unidos, também tenho uma empresa de mentorias e palestras no Brasil. É compreendendo o valor de cada um desses trabalhos na minha vida que consigo ser o mais produtivo possível, percebe?

Na prática, isso significa que sou capaz de priorizar as tarefas e compromissos de acordo com o que eu gero de valor. Não estou perdendo tempo, colocando energia em algo que não gera retorno, como muita gente faz durante boa parte de um dia de trabalho. Estou falando sobre aquela galera que fica matando o tempo, sabe?

Deposito toda a minha energia e o meu foco naquilo que é valioso e relevante para mim e que traz o máximo de retorno para a empresa e os negócios. E só consigo fazer isso porque sou seletivo na hora de escolher as atividades com as quais vou me comprometer. Não tento fazer tudo, aprendi a priorizar, ou seja, a fazer menos coisas.

Fatores positivos e negativos que influenciam a produtividade

Diversos aspectos podem influenciar o quão produtivo você é. Para evitar cometer erros que podem matar a sua produtividade, é fundamental conhecer esses fatores para conseguir administrá-los melhor no seu dia a dia.

No âmbito positivo, não podemos deixar de falar sobre:

  • Clareza sobre para onde você está indo, pois isso ajuda na priorização;
  • Construção de mecanismos para mudar a mentalidade e alcançar bons níveis de produtividade, seja por meio de mentorias ou de forma autodidata;
  • Sono, afinal, dormir bem é fundamental para se sentir disposto e conseguir executar as atividades.

Já em relação aos fatores negativos, os principais são:

  • Procrastinação;
  • Falta de foco;
  • Distrações de todos os tipos, como celular, barulhos, ligações etc;
  • Imprevistos.

Inclusive, é importante ressaltar que não deve ser um objetivo eliminar totalmente os fatores negativos. Afinal, é impossível viver sem procrastinar, se distrair ou ser atravessado por imprevistos. Tudo isso faz parte! 

O mais importante é ter acesso às melhores estratégias de manejo desses aspectos que influenciam de forma desfavorável o seu dia a dia para conseguir contorná-los.

E aí, você já enxergava a produtividade dessa forma? Para continuar aprendendo comigo sobre este conceito, além de gerenciamento de tempo e equilíbrio de vida, não deixe de me acompanhar no LinkedIn e no Instagram.